Reunião debate regularização de terras dos bairros de Marituba

Redação Por: Redação

Política Novidades

Publicado em 22/07/2020 20:12h

Reunião debate regularização de terras dos bairros de Marituba

   Existe uma  necessidade da população de Marituba a respeito da regularização de terra no município, localizado na região Metropolitana de Belém (RMB). Um sonho que pode se tornar realidade, após a reunião onde foi pautado sobre os anseios do local, nesta terça-feira (21), com o superintendente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Coronel Neil Duarte e o pré-candidato a prefeito de Marituba, Everaldo Aleixo (PTB -Partido Trabalhista Brasileiro). 

Há 50 anos, o Instituto vem facilitando a distribuição justa de terras e impulsionando o desenvolvimento social. O Incra colabora com o desenvolvimento em todos os estados no âmbito do território nacional, combatendo a fome e ocasionando o consumo ao redor das cidades. Com um detalhado mapeamento de áreas e estudos cartográficos, o Instituto já concluiu a regularização de uma área de mais de 194,8 mil hectares, em vários estados da federação. Já na educação, existe o PRONERA (Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária), que tem como público-alvo jovens e adultos que estão incluídos em projetos de assentamento criados e reconhecidos pelo INCRA.

Marituba possui uma extensão territorial de 103,279 km² e uma população que foi estimada em 127.858, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), onde o desenvolvimento e a colaboração da importância da titularização de terras não ocorreu nos últimos tempos. Para Aleixo, é a expectativa que o município precisa e do instituto com as portas abertas para as reinvicações da população.“Eu fico feliz do Coronel Neil me ajudar nesta jornada. Não será fácil, mas com parceria e muito trabalho, nós podemos sim fazer e contribuir com o desenvolvimento desta cidade”, afirmou em entrevista.

 Nas redes sociais, o superintendente enfatizou a importância  do instituto e as questões relevantes. “Há 50 anos, o Instituto vem facilitando a distribuição justa de terras e impulsionando o desenvolvimento social”, afirmou.

 

Por: É Notícia Pará

 

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Tapajós - Blog de Notícias